Pensando em melhorar a comunicação entre a extensão rural, os produtores rurais e popularizar a agricultura no meio urbano, o engenheiro agrônomo João Batista Vivarelli, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA) está usando as redes sociais para divulgar e promover as ações desenvolvidas pela Secretaria de Agricultura e pelo Governo do Estado. Diretor técnico do Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de São João da Boa Vista, ligado à Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), Vivarelli é um grande divulgador das ações e técnicas utilizadas nos municípios da região. A iniciativa fomenta a extensão rural e apresenta o setor para quem não é da área.

Vivarelli explicou que a ideia é popularizar os serviços prestados pela Cati para aqueles que ainda não tiveram oportunidade de conhecer o que é agricultura e suas atividades, promovendo um contato maior com o campo. “É uma oportunidade das pessoas que não estão no meio ou que são de outras cidades conhecerem os trabalhos da Secretaria de Agricultura. Quando publico uma foto coloco uma descrição para que o usuário saiba como é feito e o que está sendo feito”, destacou, enfatizando ainda que o objetivo é valorizar a Secretaria de Agricultura, a Cati, a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), por meio de seus institutos, as pesquisas desenvolvidas com novos híbridos e as inovações tecnológicas do setor do agronegócio.

Vivarelli é funcionário da Secretaria e presta serviços na Cati há 32 anos, e foi pioneiro em introduzir o sistema de plantio bulbinhos (cebola) na cidade de Divinolândia. Ele explica ainda que o agronegócio movimentou mais de R$ 1 milhão na área de serviços de transporte, mão de obra para colheita, máquinas de classificação de cebola, embalagens entre outros serviços. “O grande produtor acaba tendo uma série de informações, já o pequeno muitas vezes não tem acesso as informações e é a função do Estado é fazer com que o conhecimento chegue até ele”, completou.

As publicações nas redes sociais geralmente abrangem a agricultura, o meio rural, meio ambiente, as propriedades que recebem assistência técnica da regional, por meio dos técnicos das Casas da Agricultura. Vivarelli ainda usa um aplicativo disponível para mensagens no celular para divulgar entre seus contatos tudo o que é relacionado a agricultura. “Amo isso! Gosto do que faço, por isso quando vejo alguma coisa interessante ligado ao meio rural publico e também envio aos meus amigos”, declarou.

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destacou a importância desse trabalho pessoal desenvolvido por Vivarelli. Entusiasta da Comunicação e das redes sociais, o secretário lembra que, com a ação, o diretor da EDR de São João da Boa Vista é benéfico a todos, pois proporciona a oportunidade das pessoas não ligadas à área conhecerem mais, além de divulgar o bom trabalho que vem sendo realizado pelos órgãos da Secretaria.

“Fico entusiasmado quando vejo um técnico com 32 anos de casa preocupado em mostrar para as pessoas aquilo que faz. É muito mais que obrigação, é amor ao trabalho e à profissão. Isso reflete muito perante a sociedade. O governador Geraldo Alckmin sempre destaca a importância de sermos mais do que técnicos, de sermos animadores. O Vivarelli faz muito bem isso. E tenho certeza que isso pode contagiar outros técnicos e incentivar as pessoas do meio urbano a conhecer mais sobre esse mundo fantástico da agricultura”, afirmou.

Persistência e pé no chão

Para alcançar bons resultados na agricultura é preciso persistência e dedicação. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo trabalha para melhorar a produtividade da propriedade, a renda do produtor e a geração de empregos, sejam eles de forma direta ou indireta. “A Secretaria faz muita coisa boa. Temos bons resultados aqui na regional com o Cati Leite, o Programa Microbacias II, entre outras atividades, mas infelizmente o nosso trabalho não é divulgado, muitas vezes a pessoa fala mal porque não conhece”, explica.

Em São João da Boa Vista e nas cidades vizinhas que compreendem o Escritório regional, os técnicos extensionistas da Cati promovem “Dia de Campo”, conservação do solo, plantio direto, manejo de ervas daninha do café, recuperação de áreas degradas, a região é uma das mais diversificada do Estado de São Paulo, com hortaliças e também importantíssima na produção de café de qualidade.

Além disso, os técnicos da Coordenadoria participam de diversos eventos durante o ano como a Agrishow 2015, na qual contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, que na ocasião, prestigiou os funcionários da Pasta, quando trajou a camisa da equipe da Secretaria.

O Escritório de São João da Boa Vista abrange as cidades: Aguaí, Águas da Prata, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Espírito Santo do Pinhal, Itobi, Mococa, Santa Cruz das Palmeiras, Santo Antônio do Jardim, São João da Boa Vista, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tambaú, Tapiratiba e Vargem Grande do Sul.

FONTE

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
Assessoria de Imprensa da SAA
Eli dos Santos – Jornalista
Telefone: (11) 5067-0069

Exibições: 67

© 2022   Criado por Soc. Mineira de Eng. Agrônomos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço